• Canafístula

  • Peltophorum dubium é uma árvore da família Fabaceae. É conhecido como yvyrá-pytá, ibirá puitá guazú, ibirapitá, na Argentina e no Paraguai, árbol de Artigas no Uruguai, e cambuí no Brasil. Possui grandes dimensões, medindo de 20 a 25 metros de altura.
  • A canafístula (Peltophorum dubium (Sprengel) Taubert) ou angico amarelo, pertence à família das leguminosas (Fabaceae) e subfamília Caesalpinioideae, é uma espécie nativa, frequentemente encontrada na Floresta Estacional Semidecidual, com ampla ocorrência (CARVALHO, 2003), desde o estado da Bahia até Rio Grande do Sul, e também nos países vizinhos Argentina e Paraguai (REITZ et al., 1978).
  • O súber (casca) é marrom cinzento e áspero. A cor de suas folhas é verde claro, possuindo de 5 a 8 milimetros de comprimento e de 2 a 4 milimetros de largura. As flores são amarelas, perfumadas, e vistosas, podendo ser dividida unicamente em duas partes iguais levando a denominação zigomorfa, apresentando característica diclamídea. O fruto não é comestível, sendo um legume achatado. A madeira é moderadamente pesada com densidade de 0,69 g/cm³. O tronco tem de 70 a 50 centímetros de diâmetro. É uma árvore tropical, mas pode viver em clima temperado.
  • A canafístula é uma espécie heliófila, caducifólia, rústica, de crescimento rápido, apresenta tolerância e resistência ao clima frio, tendo grande porte, podendo atingir até 40 m de altura e 120 cm de diâmetro a altura do peito (DAP) na sua maturidade (CARVALHO, 2003).
  • Os seus nomes populares são: canafístula, amendoim, guarucaia, iberá-puitá, faveira, farinha-seca, tamboril-bravo, quebra-serra, tamboril-branco, tamburi, barbatimão.
Compartilhe nas redes sociais ou indique para seus(suas) amigos(as)!

Curta e compartilhe Canafístula.

aguarde enviando...